Marketing e as Celebridades

Mais da metade dos marqueteiros não tem o consumidor como centro

5 de setembro de 2018

A contratação de celebridades já se tornou algo comum para as empresas, que entenderam os benefícios que são trazidos a partir desta estratégia. Ao colocar em prática esse tipo de ação, as marcas buscam gerar uma associação entre o público e o artista. A personalidade do “famoso” é usada para convencer o consumidor a se vincular ao produto ou serviço.

O que muitas pessoas não conhecem é o processo ao redor da contratação desses profissionais. A entrega de briefings, campanhas, orçamentos, propostas, contratos, budgets, aprovação de roteiros, fotos e filmes são apenas alguns pontos do trabalho árduo das agências. A performance é avaliada com base nos projetos fechados, proporcionando uma base firme nas tomadas de decisão, gestão de crises e identificação de oportunidades.

A pesquisa é fundamental para alinhar a escolha da celebridade com o comportamento do público, até porque a negociação com atrizes e atores globais, influenciadores, atletas e cantores desenvolve características como comunicação, criatividade, sabedoria e feeling. Os principais canais utilizados para veicular essas ações são as mídias impressas, as redes sociais e a publicidade digital e offline, o que exige um conhecimento multimídia dos responsáveis pelo projeto.

Na minha carreira, tive mais de mil contratações artísticas e, a partir delas, desenvolvi uma metodologia que facilita o procedimento de encontrar o artista adequado para determinada marca. Muitos pontos são avaliados, como credibilidade, tom de voz, comportamento e entre outros, o que torna a escolha do match mais trabalhosa e por isso é tão importante a otimização do ofício. O que importa não é o que fazemos e sim como fazemos, portanto se capacitar e ter ao lado profissionais qualificados para trilhar a caminhada, é essencial.

 

 

FONTE: Proxxima